quarta-feira, 8 de julho de 2009

Um Coração de Amor

“Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? Ele respondeu: sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele lhe disse: APASCENTA OS MEUS CORDEIROS” (Jo 21.15).


Pedro que negara ao Senhor três vezes é questionado três vezes pelo Senhor: “Amas-me” e só ao responder: “Tu sabes que te amo” é que recebe a missão de apascentar, pastorear, tanto cordeiros como ovelhas.

Interessante neste texto é Jesus utilizar a palavra “cordeiro” que identifica os pequeninos de um rebanho de ovelhas, o que nos faz pensar que, também, além dos adultos as crianças precisam de cuidado pastoral.

Sim, as crianças e os novos convertidos,precisam ser apascentadas e não pajeadas.

Muitos trabalhos com crianças se resumem apenas em tomar conta dos pequenos para que não atrapalhem os grandes e os que estão à frente das crianças tios ou tias que pouco ou quase nada fazem para a formação espiritual das mesmas. E muitos novos convertidos ficam sem o acompanhamento de seu pastor e irmãos.

O que leva alguém a ser consciente de sua responsabilidade pastoral com as crianças, e com os novos convertidos,é estar tomado de amor ao Senhor Jesus.
Só quem ama ao Senhor poderá amar também os novos convertidos e as crianças, e dedicar-se a eles, pois o amor de Cristo nos constrange, julgado nós isto: Um morreu por todos, para que os que vivem não vivam para si mesmos, mas para aquEle que por eles morreu e ressuscitou” (II Co 5.14-15).É preciso verificar que no Velho Testamento encontramos o mesmo princípio. Em Deuteronômio 6.4-9, antes da ordem para que os pais inculquem a Palavra de Deus em seus filhos, há o mandamento: “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força.

E se ama ao Senhor JESUS,porque deixar seu irmão passar trabalho?

Não prometa em só "orar", e ainda esquecer de orar pelo seu irmão,mas ajude seu irmão nas dificuldades, converse com ele para saber de suas necessidades, se está passando fome, ou com problemas financeiros,dificuldades no lar, entre outras situações difíceis que aparecem em nossa vida, "Pare de ficar falando da vida do seu irmão, e cuide da vida dele."
Vamos nos preoucupar mais com a vida do nosso irmão e amá-lo com o mesmo amor que você diz que tem ao Senhor.
Pois todos nós somos crianças diante do nosso Pai, Jesus Cristo, e não haverá ministério eficaz sem um coração pleno de amor ao nosso irmão e ao nosso Senhor Jesus.

1 Jo 4,20-21 diz: Se alguém disser: "Amo a Deus", mas não ama seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus a quem não vê. Temos de Deus este mandamento: quem ama a Deus, ame também a seu irmão". Amor a Deus e amor ao próximo estão associados intimamente e não podem ser separados.
Deus Abençoe Você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário